4 de maio de 2013

2 anos!!


Lembro-me detalhadamente de cada minuto que passamos juntas antes de você partir. De tê-la levado para passear no shopping e, ao voltar, dizer-me que estava muito feliz e sentindo-se bem! Da última vez que vi seu rosto, sorrindo para mim enquanto eu me afastava... Depois disso, apenas um gigante, doloroso e monstruoso espaço negro. O desespero ao tentar reanimá-la, a ambulância que demorou 40 minutos, sua vida esvaindo-se diante de meus olhos. Tentei, tentei tanto apagar essas imagens. Ainda não consegui. Assombrar-me-ão para sempre. Hoje, a família não existe mais. Será que ainda se lembram de você? De todo o sacrifício que fez sua vida toda por seus filhos? Desisti de procurar compreender. Meus fantasmas já são muitos. Já não sou a mesma pessoa. Não sei mais sorrir. Diz-se que o tempo melhoraria a dor, mas é mentira. Ela fica cada vez mais insuportável.
Our dead are never dead to us, untill we have forgotten them. George Eliot
 
;